Seguro de vida – o que é e como solicitar!

É importante saber o que é um seguro de vida, quais são as coberturas do benefício e como podemos solicitá-lo, pois ele deixa os seus dependentes mais seguros, diante de qualquer eventualidade.

Você sabe exatamente o que é, ou como funciona um seguro de vida? Saiba que este recurso ajudará a não passar por dificuldades financeiras em determinados momentos da vida.

Os seguros de vidas são disponibilizados por bancos, seguradoras, financeiras, entre outros, e podem ser encontrados com diferentes tipos de coberturas e assistências. Confira mais sobre este tema no nosso post de hoje!

Seguro de vida – o que é?

A Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) determina que o seguro de vida nada mais é do que a proteção se ocorrer qualquer fatalidade que acabe afetando o sustento da família, como nos casos de falecimento. Além disso, esse tipo de seguro busca indenizar as família, amenizando possíveis prejuízos financeiros ao assegurado e seus beneficiários.

Seguro de vida

O valor pago por este tipo de seguro dependerá muito do contrato firmado com a empresa concessora. Geralmente, o contrato está associado à quando a pessoa vier a falecer. 

As pessoas não gostam de falar sobre esse assunto, mas infelizmente a morte é algo que pode nos acometer a qualquer hora, e pagar um seguro de vida para garantir que nossas famílias se mantenham tranquilas é a melhor alternativa.

Em alguns tipos de seguros, o contribuinte também poderá solicitá-lo, caso sofra algum acidente que o deixe inválido de forma permanente, ou se receber um diagnóstico de câncer, por exemplo. 

Como o seguro de vida funciona?

Caso você tenha interesse em contratar um seguro de vida, geralmente existem empresas especializadas no assunto, mas até mesmo os bancos liberam este tipo de serviço aos seus clientes. A única exigência é que a pessoa seja maior de 18 anos de idade.

Antes mesmo de procurar uma empresa para contratar o serviço, você deverá considerar ao menos dois pontos: o primeiro deles é o tipo de proteção que você almeja e o segundo é quanto você pretende pagar mensalmente, pois de nada adianta contratar um seguro caro e não conseguir arcar com ele todos os meses.

Sendo assim, é importante que você tenha em mente um bom planejamento financeiro, pois será ele que o ajudará a encontrar as soluções mais seguras e acessíveis.

Seguro de vida

Assim que você compreende quais são as necessidades e valores a serem pagos no seguro de vida, pode começar a pesquisar pelas alternativas do mercado, a fim de identificar a que atenda às suas exigências.

Você verá que o mercado está recheado de opções para contratar serviços de seguro de vida. Os meios de contratação poderão ser feitos de diferentes maneiras, podendo ser falando diretamente com um corretor de seguros, ou com o gerente do seu banco.

Dependendo do tipo de banco que você é cliente, esse tipo de pedido poderá ser feito diretamente por meio do app, ou seja, sem a necessidade de sair de casa.

Geralmente as empresas que concedem os seguros de vidas irão querer as seguintes informações de você:

  • O seu histórico de saúde;
  • Existência de doenças atuais ou preexistentes;
  • Uso de medicamentos;
  • Tratamentos médicos;
  • Doenças prévias;
  • entre outros.

Com essas informações em mãos, a seguradora cria um plano para o assegurado. Geralmente, nesses casos é utilizada uma DPS (Declaração Pessoal de Saúde), que nada mais é do que uma ficha com perguntas voltadas aos hábitos de saúde de quem está contratando o serviço. É com este tipo de declaração que é possível determinar o estado de saúde de quem pede o seguro de vida, verificando o perfil de risco.

Assim que você identifica o seguro ideal para você, agora é chegada a hora de receber da seguradora uma apólice de seguro, que nada mais é do que um documento contendo todas as informações sobre o seguro solicitado, ou seja, o que ele cobre, tempo de vigência, valores do benefício, beneficiários, indenizações, capital segurado, etc.

Quem pode ser o beneficiário do meu seguro de vida?

Quando contratamos um seguro de vida, o seguro não é destinado a nós mesmos, salvo em poucas exceções. Na grande maioria das vezes, o seguro será destinado aos beneficiários do assegurado, já que ele é pedido, em boa parte dos casos, quando há o falecimento do assegurado.

Seguro de vida

Portanto, esse beneficiário poderá ser:

  • Cônjuge;
  • Filhos;
  • Amigo;
  • Vizinho;
  • Parente;
  • etc.

Quando uma pessoa contrata um seguro de vida, mas não indica nenhum beneficiário, então a Susepe determina que a indenização seja destinada, metade para o cônjuge e a outra metade entre os herdeiros do assegurado.

Para que seja possível receber o valor do seguro de vida, é necessário apresentar documentações, tais como laudos médicos, ou a própria apólice de seguro que foi assinada pelo assegurado juntamente à empresa concessora do seguro. Geralmente o prazo para conseguir o recebimento do seguro é de 30 dias depois de feito o encaminhamento dos documentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.