Leilão de Motos do Bradesco: Como é feito o arremate online?

Você já ouviu falar em algum momento do Leilão de Motos do Bradesco? Saiba que este banco possui uma parceria com inúmeras empresas leiloeiras do país, leiloando motos que são recuperados por diferentes financeiras.

Os leilões que são organizados pelo banco Bradesco ocorrem online e também de forma presencial, dependendo do município, mas é válido destacar que poderão ser encontrados em todo o território nacional.

Caso esteja interessado em saber se você possui o perfil para participar desse tipo de leilão, antes você precisa conferir o nosso artigo, pois iremos lhe apresentar como funciona o leilão, entre outros detalhes. Aproveite!

Com funciona o leilão de motos Bradesco?

Como mencionamos na introdução deste artigo, os leilões do Bradesco ocorrem de forma online e também em determinadas cidades de forma presencial.

Vale destacar também que, o banco Bradesco é considerado atualmente como um dos maiores bancos privados de todo o Brasil, e sendo assim, um dos serviços mais ofertados pela instituição são justamente os financiamentos de veículos.

No caso das motos, são inúmeros os casos das pessoas que buscam o banco para conseguirem linhas de crédito, mas acabam não conseguindo arcar com as despesas do veículo.

Nesse tipo de instância, o banco acaba retomando o veículo e leiloando para outros interessados. Fazendo isso, o banco busca reaver uma parte do prejuízo envolvido na operação.

Os editais dos leilões são sempre lançados com bastante antecedência, dando o tempo necessário para que as pessoas possam se organizar e fazer o cadastro para a participação.

Leilão de Motos do Bradesco

Também é válido lembrar como se dá a dinâmica dos leilões de motos. Basicamente, você comparece no leilão presencial, ou adentra a plataforma online, e com isso terá acesso a todas as motos que estão em leilão.

Caso algum dos modelos a serem leiloados lhe agradar, aguarde pelo começo do arremate e comece a dar os seus lances. Quem der mais levará a moto para casa.

Lembrando que não é possível oferecer um valor abaixo do divulgado pelo leiloeiro, ou seja, você poderá dar lances acima do valor.

Também é necessário destacar que não existe a possibilidade de parcelamento do valor arrematado, ou seja, você terá que pagar à vista o valor do seu lance.

Para que possa ficar sabendo se a moto adquirida realmente vale o investimento que você está fazendo, busque sempre participar das vistorias dos lotes.

Fazendo isso, você saberá mais sobre as condições da parte mecânica das motos e poderá dar seus lances, sem a preocupação de estar fazendo um péssimo negócio.

Você gostará de ler também:

 Como Participar

Poderão participar dos leilões de motos do Bradesco todos que forem maiores e 18 anos de idade, podendo ser pessoas físicas ou jurídicas, e desde que possuam o valor integral para arrematar o veículo desejado.

No caso de você querer participar do leilão de motos do Bradesco de forma online, antes você deverá fazer um cadastro junto ao site oficial da organizadora do leilão de motos e com isso, poderá dar os lances que quiser.

Leilão de Motos do Bradesco

Feito o cadastro, você poderá navegar tranquilamente pelas páginas, e caso encontre alguma moto do seu interesse, dar um lance para garanti-la.

Lembrando que existe um lance mínimo estipulado e, portanto, você jamais poderá oferecer um valor inferior ao já estimulado pelo leiloeiro no sistema.

Leilão de motos online é confiável?

Para que todos os usuários fiquem seguros, o sistema apenas cadastra pessoas reais, e é necessário fornecer uma série de informações para validar o registro.

Leilão de Motos do Bradesco

Além disso, a participação em um leilão de motos do Banco Bradesco vale muito a pena, tendo em vista que as motos podem ser adquiridas em excelente estado de conservação.

O valor também é outro grande atrativo, tendo em vista que poderemos vir a pagar por uma moto um valor 30% mais baixo do que em qualquer outro lugar.

Como retirar o veículo arrematado no leilão?

Assim que a moto é arrematada pelo comprador, este deverá aguardar o processo para emissão da nota fiscal e demais trâmites necessário para a troca de nome do proprietário da motocicleta.

Findada esta etapa, o comprador da moto no leilão deverá comparecer  até o local onde o veículo encontra-se armazenado (o local é enviado ao arrematante) dentro de um prazo de 5 dias úteis, retirando o seu  bem adquirido.

Leilão de Motos do Bradesco

Caso o arrematante não compareça dentro deste período para a retirada do veículo, deverá pagar um valor de R$ 15,00 (quinze reais) por dia corrido em que a moto permaneça junto ao leiloeiro.

Além disso, caso o veículo precise de transporte para o local onde você pretende destiná-lo, os cursos ficarão por sua própria conta, tanto o carregamento, quanto o transporte do bem arrematado.

E aí? Esse conteúdo foi útil para você? Já participou de algum leilão antes? Como foi a experiência? Deixe seu feedback nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *